10 junho 2007

O prazer de ler

Estamos no espírito da 4ª Feira do Livro do Colégio Estadual Pe. Colbachini
É o prazer que nos move, Fernando. Que nos impulsiona. Que abre nossos sentidos para o mundo. E esse prazer não tem preço. Claro, um bom vinho, uma boa conversa com amigos, um encontro amoroso, e ela ensaia um sorriso, têm lá o seu valor, e eu não vou negar que me agradam, e muito. Mas nada melhor do que ler, Fernando. Nada é mais revigorante. Nada me proporciona maior prazer do que um encontro, a sós, com os meus livros. Eu viajo quando leio. Eu descubro outros mundos, outros costumes. Eu aprendo novas palavras. É o que me faz sentir viva. (págs. 38 e 39)

Essa é uma fala da professora Margarida, personagem do Livro "A Gangue dos Livros", do escritor Sérgio Napp, obra que escolhemos para ler e discutir com o autor. Nela, o protagonista Fernando , órfão de pai e mãe, recebe como herança uma pequena biblioteca e descobre o prazer de ler. É pelos livros que Fernando transforma sua vida e a de outros meninos e meninas de uma favela próxima, com os quais funda um clube de leitura em sua casa. No enredo, o autor faz um gancho com outros livros e autores da nossa rica literatura brasileira e gaúcha e os personagens vão descobrindo as maravilhas de viajar pelo mundo das idéias e aventuras dos livros.

Agora os desafios que proponho a vocês, alunos e visitantes.:
1º- Vamos comentar aqui a obra "A gangue dos Livros". O que mais te chamou atenção? Que reflexões proporcionou?

2º- Você já descobriu o prazer da leitura? Escreva sobre o livro que mais te cativou. Quem sabe você consegue conquistar outros leitores!!! Vamos lá!

6 comentários:

Fátima disse...

Oi, Marli
As questões propostas seguem uma linha sociológica e não estrutural como costumamos ver.
Receber escritores é sempre muito bom, porém eles costumam visitar escolas que adotam os livros. Trabalho em escola municipal, cujo acervo é muito bom. Dá para trabalhar como eu gosto: cada um lê um livro e faz propaganda para os demais ou fazemos rodas de leitura, entre outras atividades.
Os textos dos seus alunos estão ótimos. Vejo que a professora é muito boa. Rsss.
Um abraço.

Marcos Zauza 8ª Série disse...

O que mais me chamou a atenção no livro foi o fato da vontade de Fernando ajudar aquelas pessoas que tem dificuldades, que não tem acesso a melhores condições de vida.
A leitura é algo muito bom, os melhores livros que eu li até hoje são "O Código Da Vinci" e "Anjos e Demônios", ambos do escritor Dan Brown. Os livros falam de tecnologia, ação, religião entre muitos outros assuntos. Atualmente estou pensando em ler "Ponto de Impacto", do mesmo autor, que conta a história de uma Nave que foi encontrada na Antátida. Espero que todos se interessem por esses livros, porque quando se começa a ler, você não consegue parar.

Dorotéia disse...

Olá Marli
Como eu gostaria que houvesse mais Fernandos nesta vida. Ela seria bem melhor. Amei ler Fernão Cappelo Gaivota; O Monge e o Executivo.

Marli disse...

Dorotéia!
Os "Fernandos" nã osão tantos como gostaríamos, mas existem e ela nossa ação de incentivo quem sabe não os estimulamos a acontecer? Pretendo ler o Monge e o Executivo em breve. Já dei de presente , mas não li. Beijão!

Anônimo disse...

Achei os assuntos, tratados no blog, muito interessantes. Pois nos dias atuais muito valores são deixados de lado e as familias vão perdendo espaço numa sociedade tão materialista. Onde há diálogo os valores não se perdem e os pais se tornam verdadeiros amigos de seus filhos. Amei o blog.
Regina L. da Maia.

carolina emilia de mattos disse...

Gostamos muito do video, que HISTÓRIA MARAVILHOSA, nos fez despertar a vontade de ler a gangue dos livros.


carolina emilia e sabrina ondina