02 maio 2009

Sociedade Injusta .

Nada melhor do que aconteceu com Suzan Boyle para provar que a historia do Patinho Feio não é só uma história de livrinhos, mas sim a pura realidade. No mundo há muito preconceito. Devemos terminar com isso, mas para mudarmos, temos de tratar todas as pessoas iguais, independente, de roupa, aparência, cor, estado financeiro, e muitos outros preconceitos criados pela sociedade. Se todos agirem dessa forma o Mundo vai melhorar muito.
Os Patinhos Feios de hoje em dia são as pessoas julgadas pela aparência (como Suzan Boyle), e essas pessoas que julgam pensam ser os certos, os melhores (como no caso da plateia e dos jurados). Garanto que essas pessoas nunca mais irão julgar alguém, porque perceberam que o que mais vale numa pessoa é a parte interior.
No nosso dia-a-dia, vivemos essa realidade e às vezes sem perceber discriminamos amigos por achar que eles são menores que nós, só depois que paramos para pensar é que percebemos, o quanto erramos fazendo aquela escolha.


Vinícius Daniel Bedin !

2 comentários:

Conceição EJA disse...

Olá Vinícius

Há algum tempo uma propaganda dizia: "o que seria do vermelho, se todos gostassem do amarelo?". Ou seja, a beleza é uma questão de gosto. O triste desta história de aprencia é que estamos condicionados a ver os outros através de padrões que de alguma forma nos são impostos culturalmente, pela própria sociedade em que vivemos. Eu me lembro que a maior ofensa que eu podia receber - ou fazer - quando tinha uns 4 ou 5 anos anos era ser chamada ou chamar alguém de "Feio!". Mesmo que o feio em questão fosse (principalmente) o meu irmão caçula!
A lição do patinho feio ainda precisa ser aprendida por nós mesmos, o tempo todo, sobre todas as formas com as quais enquadramos as pessoas: "o popular", "a metida", "a gostosona", "o esperto", "o mané", "o gay", "o paraíba" e outras, que de alguma forma nos impedem de ver ou tratarmo-nos como seres humanos que somos, com qualidades e defeitos além dos rótulos que nos dão.

Vinícius Daniel Bedin disse...

Obrigado por Comentar ;)

Está totalmente Certa(o).
Mas como eu disse ai no texto, oque mais vale é a beleza interior, não importa oque os outro pensão sobre mim, o importante é oque eu sou .