06 dezembro 2008

A Liberdade



Os garotos Tiago e Onofre acordaram com o sol batendo na cara e deitados nos galhos de uma arvore, Tiago não se deu por conta de que estava deitado em um galho, e quase despencou de lá de cima. De repente Tiago olha por através dos galhos do arvoredo. Ao largo a esquadra portuguesa se afastava da costa Tiago deu um grito de alegria. Tiago fez alguns gestos para os índios que ali estavam e os garotos colocaram-se na posição de segui-los. Chegando a aldeia Tiago e Onofre se sentiram aliviados por terem encontrado abrigo e alimentação.
Vágner e Rafael

Um comentário:

rociorodi disse...

Vagner e Rafael,
Esta produção foi emocionante, vocês fazem uma boa combinação de mídias e vão deslanchando no discurso escrito.
Parabéns!
Maria do Rocio